Páginas

quinta-feira, 18 de junho de 2015

GGSD NEWS - Perfil no facebook do Conselho de pastores e obreiros de São Domingos do Maranhão chama META 13 do Plano Municipal de Educação de " AMEAÇAS DE SATANÁS" . ENTENDA

"AMEAÇAS DE SATANÁS"

Na manhã de hoje 18 , após a câmara municipal de vereadores de São Domingos do Maranhão não respeitar o seu próprio regimento interno e ter cedido a tribuna popular para o Conselho de pastores e obreiros de São Domingos do Maranhão (segundo o regimento da casa o requerente para usar a tribuna deve pedir através de ofício até 72 horas antes de uma sessão , ai sim pode-se usar a mesma caso seja permitido pelo presidente da casa ), enfim....o CPO-SDMA , pediram o veto da META 13 do PME- Plano Municipal de Educação que justamente tratava de uma educação nas escolas municipais sem a HOMOFOBIA ou seja uma educação de inclusão a uma população LGBT - Lésbicas Gays Bissexuais Travestis e Transexuais que todos sabemos que são discriminados a pontos absurdos por causa de sua orientação sexual no seio escolar .
Mas o ponto mais intrigante foi o da comemoração da suposta"conquista" do segmento que se diz "defender a família tradicional"
O perfil no facebook do segmento de pastores decidiram comemorar aquilo que classificaram como um "MARCO DE MUDANÇA".
Como nos mostra até chamaram a META 13 DO PME de "ameaças de satanás".


A fundadora e atual presidenta da ong GGSD - Grupo Gay São Domingos do Maranhão , Pamela Maranhão lastimou o episódio ocorrido e promete :

CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO FEDERAL , ESTA QUE DEFENDE A LAICIDADE , isto é , NÃO SE PODE MISTURAR RELIGIÃO COM POLÍTICA .







segunda-feira, 15 de junho de 2015

PARABÉNS 5 ANOS , ONG GGSD ; HÁ 5 ANOS LUTANDO por uma São Domingos do Maranhão DIGNA DE SE VIVER - Edição Especial

Logomarca da luta LGBT em SD-MA
Hoje 15 de Junho de 2015 , não é uma data qualquer no calendário da pequena cidade de São Domingos do Maranhão . Hoje é uma data especial para uma população que antes vivia "dentro do armário" . Hoje a ong GGSD - Grupo Gay São Domingos do Maranhão  , faz exatos  5 ANOS ATIVA NA LUTA DA DEFESA E PROMOÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS DA POPULAÇÃO LGBT SANDOMINGUENSE.

HISTÓRIA
Fundadora e atual presidenta do GGSD , Pamela Maranhão
Foi em 15 de Junho de 2010 que as duas travestis assumidas Paloma Kis e Pamela Maranhão, cansadas de viverem numa cidade pequena de preconceito enorme , resolveram unir forças e fundar um grupo que bateria de frente contra o conservadorismo hipócrita da cidade de São Domingos do Maranhão .
Co-fundadora do GGSD , Palloma Kis
Coordenadas pelo GFB - Grupo Flor de Bacaba , ong mista LGBT da cidade de Bacabal , ambas deram a "cara a tapas" numa cidade que "parou no tempo" onde a palavra GAY sequer poderia ser mencionada , muito menos TRAVESTI termo desconhecido até 2010 .

OBSTÁCULOS

Como já de se esperar o conservadorismo "começou a se mexer" para tentar impedir a realização do primeiro evento público dedicado a uma população lgbt em São Domingos do Maranhão . Veja print da matéria veiculada na maior mídia da internet voltada a pequena cidade .

Tentaram....Mas....

 Ambas ativistas saíram no centro comercial da cidade, Rua Major Defino Calvo e largo da Praça Getúlio Vargas e solicitaram aos comerciantes locais patrocínio para assim arcarem com os gastos da primeira parada lgbt , onde muitos empresários jogaram os ofícios no lixo , outros sequer receberam.

CONQUISTA : 1ª PARADA REALIZADA

Matéria da 1ª Parada LGBT SD-MA
Apesar de várias tentativas de grupos conservadores locais , a ong "samba de salto 15 " . Suas atividades são 100 % LÍCITAS , vivem de DOAÇÕES VOLUNTÁRIAS sem escravizar seus membros . E no dia 28 de Novembro a pequena cidade de São Domingos do Maranhão "PAROU".

ATOS HOMOFÓBICOS

Antes e depois do outdoor
 Em alusão ao dia 17 de Maio - Dia Internacional de Combate a Homofobia ,a ong fez um outdoor que foi implantado na entrada da cidade onde no dia 28 de Maio de 2013 , foi ateado fogo . Apesar da ong ter ido aos meios legais e feito um B.O pedindo investigação , Até os dias de hoje a polícia civil local NÃO DEU NENHUMA PISTA DO QUE ACONTECEU.
ARTIGO 5º da C.F É RESPEITADO ?

No dia 04 de Novembro de 2013 , pela primeira vez se deu entrada numa oficio na câmara municipal de vereadores de São Domingos do Maranhão onde por não terem um local adequado para fazerem as suas reuniões mensais , a ong solicitou a sala de reuniões , visto que outras entidades usavam sem nenhum impedimento , mais dos vereadores presentes quase todos votaram contra , apenas uma vereadora se absteve . Fato triste conhecido como "SOCO NOS DIREITOS HUMANOS" .
Print da matéria" Soco na cara "

REFERÊNCIA  ESTADUAL DE DIREITOS HUMANOS

Hoje a cidade de São Domingos do Maranhão é sinonimo de luta por direitos humanos através de uma ong , por exemplo:
Cartaz da candidata TRAVESTI
I - Somos a primeira cidade do Maranhão que lançou em 2012 a PRIMEIRA CANDIDATA TRAVESTI VEREADORA onde de 43 candidatos locais a mesma ficou na 29ª colocação , justamente por sua postura que bateu de frente com o estereótipo de que toda pessoa homossexual é marginalizada , até hoje de comenta que "nos discursos no palanque , ela falava melhor que alguns políticos conhecidos ".

Foto urna candidata vereadora de 2012
II - Em 2014 , a ong que lançou a PRIMEIRA CANDIDATA DEPUTADA ESTADUAL DO MARANHÃO , onde teve tanta repercussão que a mesma se TORNOU A PRIMEIRA FILHA DE SÃO DOMINGOS DO MARANHÃO a sair no SITE UOL . E a Terra do Abacaxi ganhou repercussão estadual , onde também quebrou o tabu  de que "São Domingos o Maranhão PODE SIM ELEGER gente DESTA TERRA" .
 Onde de 578 candidatos estaduais , ela ficou na 177ª colocação .
Foto de urna candidatura Dep. Estadual. TSE
III - De 217 cidades do Maranhão , somos uma das poucas ongs do Estado que trabalha na LUTA DE PREVENÇÃO A DST´S, com um trabalho VOLUNTÁRIO , deste modo toda a pequena cidade é beneficiada sistematicamente .
 IV - De tantos movimentos de vários segmentos podemos sim afirmar que temos ATIVIDADES LÍCITAS , COM CNPJ LIMPO .

ASCOM-GGSD
Assessoria de Comunicação
Grupo Gay São Domingos do Maranhão - Ma
"Rompendo barreiras conta todos os tipos de preconceito"
Atividades desenvolvidas ONG - 2010-2015